SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos
Título Categoria Data Leituras
A Praça Poesias > Social 10/12/09 20
BOLSA EM QUEDA LIVRE Poesias > Social 22/11/08 12
O VELHO LAMPIÃO APAGADO Poesias > Social 18/08/06 43
MATO AD ENTRO – 5 Poesias > Social 18/06/06 11
MATO AD ENTRO – 4 Poesias > Social 18/06/06 6
MATO AD ENTRO – 3 Poesias > Social 18/06/06 10
MATO AD ENTRO – 2 Poesias > Social 18/06/06 7
MATO AD ENTRO - 1 Poesias > Social 18/06/06 11
FACA, PÃO E DENGUE Poesias > Social 15/06/06 36
ESTAÇÃO "SÃO PAULO" Poesias > Social 13/06/06 8
EMBALADOS VÍCIOS NOTURNOS Poesias > Social 11/06/06 18
DOMINGUEIRA VERDADEIRA DENGUEIRA Poesias > Social 11/06/06 12
A PRIMEIRA MARGEM DO RIO (TIETÊ) Poesias > Social 04/06/06 16