SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


MAUSOLÉU


Prédios lapidados,
epitáfio desenhado,
por veias, versos e entranhas de poetas.
Relembram com precisão
As almas que vão para o céu.

Sentimentos arrancados
em silêncio e comunhão,
lágrimas do sutil avô ou risos inocentes em festas,
completam o quadro pintado às pressas,
crivado na tinta fresca do Mausoléu.

Ao lado sempre tem um jardim
com belas rosas,
gerânios, cravos, "versos e prosas".

Os desejos e as orações exalam-se por entre o cheiro de jasmim...

Ali jaz um morto em seu íntimo casulo,
não sabemos ao certo o que nos revelará suas ruínas...

Guarda contigo o tempo e o gesto
estagnado,
embalsamado em nossas lembranças,
e o que restou de suas vagas manhãs luminosas.

by wildon
18/06/2006
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 18/06/2006
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários