SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


Quero correr nessa estrada toda
vencer a dor e persistir na luta
quero correr e me sangrar no asfalto
sentir a força da minha conduta.

Em meu silêncio vou ganhando a ponta
tanto suor que minha alma escuta
curtir o meio do caminho atento
é o desafio dessa força bruta.

O mais difícil é acordar sózinho
a passos largos e a calçada ao lado
quero alcançar os passos do vizinho
mas no cansaço fico atordoado.

Se as pernas morrem, resta minha mente
na disciplina planto uma semente
o foco é firme, na manhã inglória
quero sentir o gosto da vitória.

Correr calado aos gritos da cidade
sentir as veias suportar o sangue
cada momento cada sentimento
o dia, o sonho, apagam a madrugada.

Correr pra guerra até o fim da estrada
como se o medo fosse o fio da espada
como o prazer de uma linda viagem
a cada metro que avanço ou corro
uma medalha brilha na bagagem.

Mesmo que ainda não cheguei primeiro
flutuo certeiro
atravesso a linha
a superação
desafio o tempo, o infinito, a pulsação.

Dentro de mim sou o melhor do mundo
e o impossível me fez campeão.

 
WILDON - WWW.WILDON.COM.BR
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 16/12/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários