SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


Velejo tuas águas
deslizo teu sossego
nada espero das tuas ondas
somente em tuas espumas é que me aconchego...
Ainda observo tuas mensagens
o velho realejo
o poço dos desejos...

O princípio da vida é revelado num lampejo!

Olho bem ao longe
no limiar das tuas nuvens
Leio alguns velhos jornais sem letras
ouço velhas canções sem melodia

Espero de ti o que quero da vida!

Que me seja fiel por onde for
e meu confidente nesta nova história de amor...
Insisto em velejar tuas águas
aguardo teu sinal
seja na fúria ou na magia.
Aguardo um olhar
um carinho, uma companhia.
Nem tudo que vem de ti é maresia
nem tudo é lenda
naufrágios ou fantasia...
Somente tua espuma é minha poesia!
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 19/01/2012
Alterado em 19/01/2012

Música: TEMADELARA - VARIOS

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários