SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


MUSA

Ela sorri enfeitada como fada
lança fama
aos céus como labaredas de vulcão. Ela chora
dança indomável pelo infinito
Abre asas ao tempo
estranha tentação...
E o gosto intenso de sua oral intimidade
beija a nudez clara e corpórea da sua encantada felicidade.
Elejo o mundo magnífico
ilógico
O aroma das rotas paralelas
dispersa ou difusa
O poder enjeitado do brilho da velha musa. Quando a lágrima pintada deita sem razão
O amor relampeja ao limiar da perfeição.

O que falta escrever digo à lua...
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 03/01/2012
Alterado em 03/01/2012

Música: La Comparsita - Gardel

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários