SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


PALAVRAS INCOMPLETAS
 
O limiar do poema alcança o coração de cada um de nós
voa entre montanhas
voa pra mim
e agora vai mais longe...
faz morada no seu sentimento.
 
Abrem-se as portas, as janelas e os olhos
e a poesia vai perseguindo distâncias
abandonando cidades desertas
e agora, com a mente completamente aberta
desperta
entre as estrelas da eternidade do fim.
 
Rangem-se os dentes,
escrita  perfeita desde o princípio dos tempos.
 
O homem mais bruto teve sua origem
vasculhando princípios
perpetuando raízes
justificando  a invisibilidade das palavras,
valor da existência de cada um de nós.
 
Sinto no ar a rugosidade das palavras escritas
adentra meu ser
aguça minha percepção
e a sensibilidade da minha alma.
 
As palavras vieram para mim
na evidência da confluência
dos universos paralelos
sobreviveram as rimas,
os versos singelos
e os encantamentos
das belezas das atrizes e das obras-primas.
 
Em meu peito uma aflição
debruçada no tempo
como o feto que desesperadamente quer nascer no solo quente
úmido
e a liberdade é alcançada no acaso.
 
Distraio-me às vezes olhando os ponteiros do relógio
a lua sublinha sempre o grande movimento
e da caneta escapam versos 
detonam cores do espectro universal. 
 
Meus lábios regem os elementos
sangram poemas pelos cantos da boca,
inexplicáveis temas
tudo que falta ainda dizer
enigmas e matérias em forma teatral.
 
Tento ainda num gesto brusco
derrubar o silêncio
modificar a magia que emana das formas existentes.
 
Será que as próximas perfeitas gerações
escreverão o texto que nunca termina
ou concluirão o poema
ou distribuirão emoções
e através dos próprios fragmentos,
crônicas, idéias e declarações,
irão completar o poema da vida?
 
O que falta ainda dizer temos que polir das pedras...
 
 
 
wildon 
09/04/2011
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 10/04/2011

Música: MINUTO-OP64 - CHOPIN

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários