SIMPLES COMO O TEMPO
Letras que se espalham com os ventos por todos os cantos do mundo
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato
Textos


MODO DE AMAR- dois-


O pincel e a tela
o poeta e a bela;
a garganta e o gargalo
a estrada e o atalho.

A manhã jamais carrega a sutileza da tarde
e a madrugada guarda o fim da noite sem alarde.

A noite com a lua cheia de amores
ilumina os barcos que zarpam em rastros de vapores;

Nossos corações
declaram-se ao ar,
revelam-se ao mar,
resvalam-se sobre nossos sentimentos particulares
e surpreendem-se aos íntimos calafrios perpendiculares.


Anunciam aos deuses
o nosso incompreensível jeito de amar.



AVIENLYW - (24/06/2006)

WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 24/06/2006
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários